Início > Ciências > Adão, Eva, Nietzsche e a Ciência. Onde está o erro?

Adão, Eva, Nietzsche e a Ciência. Onde está o erro?

Por Rafael

Assisti à série da O2 Filmes, Som e Fúria, transmitida pela Rede Globo e, no primeiro episódio, já acontece uma cena que vimos diariamente: durante o velório da personagem vivida por Pedro Paulo Rangel, um “pastor” (denominado assim na série) diz algo como “aquele homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, irá direto pro inferno, pois está escrito na Bíblia”.

Muitos “pastores” se utilizam da expressão “está escrito na Bíblia” para justificar qualquer absurdo.  Isso ocorre por dois motivos: poucos lêem a Bíblia e, dos que lêem, poucos entendem, devido à forma de escrita em parábolas.

Um exemplo disso é a maçã que Eva dá para Adão, que comeu e foi expulso do Paraíso. Todo mundo já ouviu isso, mas espera um pouco… Que maçã? Na Bíblia não fala que era uma maçã. Ah! O fruto do pecado… foi ele que mandou o adão pra fora… Mas que pecado? No texto diz que ele experimentou o fruto da árvore do conhecimento. Seria ele a ciência?

Essa é a visão de Nietzsche: a ciência, proibida em si. Em sua ótica, Deus (ou quem escreveu a Bíblia, afinal, baseia-se no texto dela)  se defende da ciência em duas ocasiões: expulsando o homem do Paraíso e derrubando a “torre do conhecimento”, gerando a guerra entre os povos.

Uma coisa é certa, quem não indaga, quem não instiga, quem não pesquisa, acaba acreditando naquele que gritar mais alto. Hoje se percebe, e muito, a manipulação das massas na base do grito, sem precisar fundamentar nada que se diz. Mas, como já dizia o bom velinho, a dúvida é o primeiro passo para o conhecimento.

Anúncios
  1. Domênico
    13/08/2009 às 07:57

    Manhã. Cedinho. Primeira leitura do dia. Vou passar um excelente dia hoje!
    Excelente texto! Eu que já lí a Biblia uma vez – quase toda – nunca me dei conta dessa parte sobre não haver uma descrição sobre que fruta seria. É como a nossa visão atual de Jesus Cristo: longos cabelos claros, olhos azuis e barba. Nada mais errôneo, mas muito melhor do que uma aparência mais óbvia, de tez curtida do sol e cabelos e olhos negros. Bem diferente da aristocracia da europa medieval.

  2. Fábio Ochôa
    14/08/2009 às 16:54

    Tipo… Wesley Snipes?

  3. 15/08/2009 às 15:54

    Legal saber que esse texto serviu pra começar bem tua manhã, meu amigo Domênico. Eu sempre critico fortemente quem não critica. Não no sentido estrito da palavra, não crítica pela crítica, sem fundamento, mas a indagação, o querer saber mais, ao invés de aceitar tudo, sem se importar a fonte.

    É Fábio… Jesus era igual ao Wesley. Inclusive, quase que foi ele quem fez aquele filme do Mel Gibson… só que acharam ruim sua intepretação… aí já viu: perdeu o papel pro cabeludo.

  4. stropatus
    06/11/2009 às 21:17

    Legal Fábio. Realmente a Bíblia tem sido interpretada por muitos aproveitadores. Alguns até com boas intenções, mas sempre para pensando em defender suas próprias idéias.

  1. 25/08/2010 às 23:05
  2. 21/01/2011 às 21:39

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: