Início > Pessoal > O dia em que fechei TMNT

O dia em que fechei TMNT

Por Rafael

Antigamente não se ficava matando monstros freneticamente na frente de um computador, junto com uns amigos e outros desconhecidos, mas cada um em sua casa. Antigamente se matava monstros freneticamente na frente de uma máquina, junto com uns amigos e outros desconhecidos no fliperama.

1181242182141Já existia máquina de fliper multiplayer, como a do Michael Jackson, mas quando chegou Tenage Mutant Ninja Turttle com opção para 4 jogadores simultâneos, virou sensação na cidade. Naquela época, não era necessário o jogo ser super-realista para ser divertido. Nem gráfico poligonal tinha ainda nas máquinas dos fliperamas!

O fliperama era um local de interação social. Não sei se as crianças de hoje sabem o que é isso, mas é quando as pessoas de verdade olham, conversam e até tocam em pessoas de verdade.

Lá existia um complexo bioma: havia os caras maus, campeões no Street Fighter, os estranhos, que jogavam Pac Man e Space Invaders, os tiozões, jogando pinball, os perdidos, que jogavam de tudo um pouco e os pegadores, que pegavam bichinho nas máquinas de “garra” e jogavam sinuca, único jogo que as gurias também jogavam… ah, é claro, lá tinha também as gurias, motivo pelo qual, no fundo, todas as outras criaturas iam ao fliperama.

Quando chegou TMNT, eu e meus amigos (perdidos, é claro) vimos a chance de sobressair no bioma e tentar perpetuar nossa espécie! Peguei logo o Raphael. Tá confesso, hoje, que era a pior personagem do jogo, mas tinha que provar que meu xará era bom de briga! Foi questão de honra: eu e mais três amigos batemos final no dia em que a máquina chegou.

No fim, quando derrotamos o Krang e a musiquinha final começou a tocar, é que me virei e vi a multidão aglomerada atrás da gente. Nós vibrávamos e nos abraçávamos e um pessoal que a gente nem conhecia nos cumprimentava… alguns aplaudiam, outros apertavam nossa mão ou davam tapinhas no ombro. Até algumas gurias largavam a sinuca e estavam olhando! Por um bom tempo ficamos conhecidos como “os caras que viraram TMNT”.

Cena de batalha e o Raphael... Bem... Não, não está apanhando... Está estudando o ataque!

Cena de batalha. O Raphael... Bem... Não, não está apanhando... Está estudando o ataque!

Anúncios
  1. Domênico
    25/08/2009 às 21:54

    Eu jogava muito essa máquina em Rio Grande e no Cassino, quando era guri novo. Depois ela sumiu. No fim, só sobraram as máquinas dos simpsons, pra quatro jogadores.

    Realmente, o “bioma” do fliperama era bem assim! Me lembro que entrava nos fliperamas de todo o lugar que ia, e mirava a maquina de jogo de fase do lugar! Geralmente jogava captain commando, TMNT ou Simpsons, mas as vezes encontrava máquinas estranhas – no cassino, num ano específico, lembro de ter jogado uma máquina que tinha, na opção de seleção de personagem,um centauro, um minotauro, uma esfinge e uma tartaruga de pedra…. E quando fui à Floripa, joguei numa máquina de fase com mechs, com óculos 3D! Fantástico!

    Depois de ficar mais velho, acabei me arrastando pras máquinas de luta, especificamente as da Marvel – Marvel Super Heroes, alguém? Ainda bato qualquer um naquela máquina!

    Mas, eu só ia pra jogar, mesmo! Nem sabia que fêmeas frequentavam esses lugares…..

  2. 28/08/2009 às 11:35

    PO muito boa matéria.

    Joguei muito fliperama, e jogo de vez em quando… mas joguei mesmo é The King of Fighter, nossa eu ficavo o dia todo, todo dia era 10 reais so de ficha.

    Fliperama é muito loco, adoro…hoje em dia as crianças não se interessão mais por eles, não sabem o que estão perdendo, só se interessão por PS3, PS2, Xbox 360, e tal… Aqui no meu bairro tinha um lugar onde so tinha fliper, nossa juntava uma galera pra jogar, mas hoje em dia eles tiveram que fechar já que parou de dar lucro, uma pena.

    Só jogo agora de vez enquanto no shopping.

  3. 28/08/2009 às 21:57

    Ah, então, Rafael, só para complementar o que disse no Hadouken… Do TMNT eu lembro de ter visto quatro caras praticamente fechando o jogo, e uma multidão atrás, incrível.

    O mais perto disso que aconteceu comigo foi quando eu joguei com uns amigos do colégio o Vendetta, que também é da Konami. Torramos uma grana preta de um cara, mas a gente não chegou a terminar por falta de dinheiro…

    Como disse o Gustavo aí em cima, as crianças de hoje não sabem o que perderam por não pegar essa época áurea do fliperama.

  4. Kamila
    17/11/2009 às 09:17

    Eu gostava do joguinho do Michael Jackson T.T
    E pela tua definição…eu sou estranha 😛 gosto do pacman e de jogo de navezinha hehehe

  5. coala
    12/12/2009 às 04:51

    Como moro entre o ACRE e a ilha do LOST, fui conhecer fliper meio tarde. Eu jogava muito no meu DACTAR. Naquela epoca video game era raro(onde moro pelo menos), entao faziamos um ajuntamento(que palavra bonita) e pasavamos o dia jogando. Os jogos(enduro, space invaders, pitfal, etc) nao costumavam inspirar cooperacao, mas isto n importava muito.
    Quando conheci fliperama foi amor a primeira vista, mas so lembro de um jogo(sem ser de luta) que pus final logo de cara. Nao sei quanto tempo levou, mas pus final no robocop e tudo que apareceu foi um OBRIGADO POR JOGAR. Fiquei tao de cara que prometi nunca mais jogar, pelo menos nao ate a proxima semana 🙂

  6. 14/03/2012 às 18:21

    Haha, eu sou menina e também joguei muito nos Fliperamas – aliás, geralmente ia com uma prima minha. Ler esse teu texto me deu uma saudade… :~

    • 18/03/2012 às 06:24

      Valeu Letícia. Realmente dá saudades dessa época. Espero que tenhas gostado do blog. Volte sempre.

  7. Michel
    11/01/2013 às 19:28

    Fala campeão (Rafael)!
    Cara, eu vivi bem esses tempos de fliperama, estou com 31 anos e ainda é um dos meus hobbies. Sou capaz de viajar só pra jogar em algum fliperama fureco. TMNT era minha maquina preferida, e olha, eu consigo imaginar a cena de vocês ao terminarem o jogo. Era demais mesmo, e que BAITA jogo hein. Enfim, meu vicio era tão grande que cresci e consegui comprar uma maquina original de TMNT. Se quiser, dê uma olhada nesse artigo do clicrbs, sobre a minha historia com a maquina:
    http://wp.clicrbs.com.br/canaldosgames/2010/02/03/player-confira-a-historia-de-um-fanatico-pelo-fliper-de-tartarugas-ninjas/ .

    Um grande abraço tche!

    • 14/01/2013 às 09:13

      Bah Diego! Que legal tua máquina! Parabéns pela reportagem, realmente esse jogo marcou muita gente.

  8. Michel
    14/01/2013 às 09:35

    Valeu Rafael! Só corrigindo, o Diego foi quem fez a reportagem, a maquina é minha (Michel). Forte abraço.

    • 14/01/2013 às 10:04

      Ooops.. Desculpa, Michel. Corrigindo, parabéns pra ti pela bela aquisição! Abraço!

  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: