Início > Artes > O difícil Senhor dos Anéis

O difícil Senhor dos Anéis

Por Rafael

Lá por meados de 1992, quando nem tinha Internet comercial em Pelotas, tinha um primo meu que havia entrado na UFPel, que disponibilizava um “acesso” (se é que dava pra chamar de acesso) à então Internet. Ele me passou a senha dele e me ensinou a achar alguns sites. Usávamos o Altavista.com pra fazer busca. Depois um outro primo me ensinou a usar BBS (quem é muito novo nem vai querer saber o que era isso).

Em resumo, eu colocava meu despertador (não existia celular com despertador) pras 4 da manhã de domingo ou 4 da manhã de segunda pra acordar e usar a Internet. Com meu modem de 14Kbps e com a umidade de Pelotas enchendo de ruído a linha telefônica (que não era de fibra ótica nem no centro da cidade), esse era o melhor horário pra se acessar.

Lembro que os sites tinham pouca imagem e a gente demorava uma vida pra achar qualquer informação útil. Uma das primeiras coisas que baixei era um .txt de um livro que eu nem conhecia (é… não existia .pdf). Queria treinar meu inglês e resolvi baixar algo útil dessa tal Internet. O título era chamativo: Lord of the Rings. O autor, nem sabia. O .txt era enorme, tinha mais de 300Kb!!! Demorei uma vida, acho que quase 1 hora torcendo pra conexão não cair.

tolkienO maldito livro chegou e resolvi ler. Depois de várias páginas, pensei: “quem foi o animal que escreveu essa coisa chata”?! – pausa – antes de me apedrejarem, fiquem sabendo que lamento muito ter pensado essa heresia na época e me auto-flagelo todas as noites antes de dormir com 10 chibatadas nas costas desde então.

Adoro Tolkien e acho que o legado que ele deixou pra humanidade nerd foi o melhor presente que poderíamos ter. Suas idéias, seu detalhismo inspirou diversos outros autores, diretores e criadores de jogos. Porém temos que admitir que os livros dele não são o tipo de livro que se lê a qualquer hora do dia. Por serem muito, mas muito detalhados mesmo, exige bastante concentração e muito gosto pela história.

Anúncios
  1. Jair
    23/11/2009 às 12:20

    Dificil? Tu é retardado? kkkkkkkkkkkkkk eh so ler… não achei dificil

    • 23/11/2009 às 15:05

      Quem vive em sociedade e com ela interage deve estar sempre disposto a ouvir/ler o que não quer.

      Não sou retardado, obrigado pela preocupação.

      Acho que ficou difícil para determinado grupo de pessoas entender a ligação do título com o texto, mas eu explico: conheço o alfabeto latino e as regras de semântica de inglês tão bem quanto entendo as de português. Não achei difícil ler, até porque minha visão é bem boa, nem preciso de óculos! Escrevi “difícil” num sentido conotativo, querendo dizer que se deve prender muito a atenção, é detalhista e, por horas, chato, na minha humilde opinião.

      Pode ser que para alguns seja mais “difícil” no sentido denotativo, por demonstrar total descontrole da língua pátria, cometendo erros primários, como falta de acentuação e a da pontuação devida, bem como erros, diria eu, “do arco da velha”, usando expressões há muito extintas do nosso vocabulário, como “estória”, conforme se lê num certo comentário aqui no Fantástico Cenário, escrito por um certo Jair.

      Vida difícil essa minha…

  2. julio cesar
    31/05/2010 às 12:08

    É isso Rafael, existem pessoas na nossa sociedade que são meio desatentas mesmo e nem sabem se expressar com delicadeza e nem perceber os detalhes com sutileza.Não se preocupe pois é minoria…Adorei o texto, pois nem imaginava a dificuldade antigamente em se navegar…

  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: