Início > Ciências > A lenda do rei e do arminho

A lenda do rei e do arminho

Por Jacques

Antes que alguém pergunte, o arminho é um mamífero pertencente à família Mustelidae, predadores de  pequeno e médio porte caracterizados por terem o corpo comprimido dorso-ventralmente (achatado); os membros mais conhecidos desta família são a doninha (ferret), o furão, a ariranha, o texugo, o carcaju (wolverine) e a lontra.

O arminho possui o corpo todo branco, para se confundir com a neve e enganar possíveis predadores; isto é chamado de mimetismo homocrômico (homo = mesmo, cromo = cor).

Um rei era um sujeito que usava uma coroa e mandava nos outro porque algum ancestral dele juntou alguns brutamontes, esmagou alguns crânios e assumiu a liderança do povo em questão, a seguir, cedeu algumas terras para a Igreja, que, em troca, convenceu seus súditos que ele era o Enviado de Deus na Terra e, por isso, poderia fazer o que bem entendesse, como explorar o povo de forma vitalícia, nomear seus amigos para cargos inúteis e nunca tomar banho.

Dito isso, posso contar a lenda para vocês: um rei estava passeando por suas terras com seu séquito quando se deparou com uma cena curiosa: um arminho estava tentando atravessar um riacho; ele entrava na água, sentia a lama em contato com seu pêlo cuidadosamente limpo e recuava, enojado. Ao ver o rei e seus seguidores, o pequeno mustelídeo entrou em pânico, tentou atravessar o riacho, mas ao sentir novamente a lama em contato com seu pêlo, recuou, se enrodilhou, e, tremendo de medo, esperou pela morte.

Arminho

O rei, vendo o que o pequeno animal fez, mandou que enrolassem o arminho cuidadosamente em uma manta e o soltassem no outro lado do riacho, e foi o que fizeram. Depois disso, o rei mandou colocar a figura de um arminho na bandeira de seu país com os seguintes dizeres: “Antes a morte do que a desonra.”

Esta história serve para mostrar que existem seres, humanos ou não, que preferem não viver a viver de forma desonesta ou desonrosa, ao contrário de muitos de nossos políticos representantes, cujo lema de vida parece ser o “antes a renúncia do que a cassação.”

Anúncios
Categorias:Ciências Tags:, , , ,
  1. 13/01/2010 às 08:57

    Não precisa nem ir muito longe. Às vezes uma pessoa que se considera amigo se revela e susrpreende. Nem só políticos são desonrosos.

  2. leandro coala
    15/01/2010 às 19:42

    Amei a definicao de rei 🙂
    Pro carcaju é facil ficar quieto e deixar que o ataquem, afinal o bixo é quase um tanque.

    • 16/01/2010 às 17:11

      Tanque, Coala?
      O tatu é um tanque, mas o carcaju é um ratão superdesenvolvido…

      • Jacques
        17/01/2010 às 13:16

        Xavier e Rafael, vocês tem lido gibi demais…

  3. 15/11/2011 às 15:36

    Ótima reflexão e alegoria perfeita…
    Triste, mas parece que a honra se tornou num princípio esquecido, não mais honramos a ninguém tão pouco preocupamos em ser honrados…
    Parabéns pelo Blog!
    Voltarei por aqui mais vezes!

    • Jacques
      15/11/2011 às 22:03

      Valeu, José Bruno.
      Em uma sociedade onde aqueles que governam dão o mau exemplo todos os dias, é de se esperar que muitas pessoas passem a agir da mesma forma.
      A sorte é que as pessoas de bem sempre existirão.
      Seu site também é muito bom.
      Abraço.

  4. 15/11/2011 às 18:14

    mesmo numa fábula os animais dão uma lição aos seres humanos, tidos como “animais superiores”!!!

    • Jacques
      15/11/2011 às 22:04

      Muitos seres humanos se acham superiores, Carla.
      É por isso que são tão pobres em espírito.
      Valeu.

  5. Bruce
    08/10/2015 às 15:19

    “Um rei era um sujeito que usava uma coroa e mandava nos outro porque algum ancestral dele juntou alguns brutamontes, esmagou alguns crânios e assumiu a liderança do povo em questão, a seguir, cedeu algumas terras para a Igreja, que, em troca, convenceu seus súditos que ele era o Enviado de Deus na Terra e, por isso, poderia fazer o que bem entendesse, como explorar o povo de forma vitalícia, nomear seus amigos para cargos inúteis e nunca tomar banho.”

    Tomara que você nunca de aulas.

    • 08/10/2015 às 15:53

      Péssimo, Jax, muito mal! Hahahaha. Se o Aurélio ou o Houaiss te pegam… Agora fica o desafio: descreva “séquito”.

  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: