Início > Entretenimento > Fahrenheit 451, por Sam Weber

Fahrenheit 451, por Sam Weber

Um dos meus livros prediletos de Ray Bradbury é Fahrenheit 451, sobre o futuro onde a função dos bombeiros é queimar livros.

Como sempre acontece, o bombeiro Montag começa gradualmente a despertar e questionar qual a real razão do que eles fazem e, claro, acaba por fim se tornando uma das bibliotecas humanas caçadas pelo estado, o resultado é uma das mais belas ficções sobre totalitarismo e a força da ignorância, curiosamente, mais atual hoje do que nunca.

Esta edição com belíssimas ilustrações de Sam Weber é simplesmente espetacular, desde a capa à contracapa, posto aqui as melhores imagens do livro.

Se puder, leia.

 

Clarisse, a estranha menina do fim da rua, que desperta sentimentos há muito enterrados em Montag.

Montag, sementes de rebeldia.

 

 

A paredes-televisões do futuro, lembra em muito a alienação promovida diariamente.

 

Um dos pontos de mudança para Montag: o homem que opta por ser queimado com seus livros.

 

Os cães farejadores de papéis.

 

 

O final: Montag se converte em mais uma biblioteca humana.

 

Anúncios
Categorias:Entretenimento
  1. Vinícius Goulart
    11/12/2011 às 00:44

    Estou confiando só na minha memória, mas vamos lá. Bradbury teve uns surtos bem constrangedores alguns anos atrás (nada perto do que o Frank Miller fez). Criticando Michael Moore pelo uso do título Fahrenheit em seu documentário. Ele disse que não tinha a ver com o conteúdo do filme e sim apenas com o termo sendo reaproveitado. Enfim, se o Brad não tivesse recebido uma medalha do Bush um antes até acreditava.
    Apesar de tudo, Fahrenheit 451 é impressionante . É uma obra que dialoga com pessoas apaixonadas por livros e que refletem sobre a natureza desta paixão. Sou apaixonado por Fahrenheit 451. Porém, pelo Bradbury…

  2. Fábio Ochôa
    12/12/2011 às 10:25

    Todo véio surta uma hora.
    E olha, NADA se compara ao surto do Miller, até eu fiquei com vergonha por ele.
    Sorte que veio o Alan Moore e botou ordem na casa.

  3. Ricardo Versus
    14/12/2011 às 10:47

    Cara, li um trecho desse livro em uma aula um tempo atrás. Não conseguia lembrar qual o nome para procurar. Valeu mesmo.

  4. Fábio Ochôa
    14/12/2011 às 17:18

    Procura que vale muito a pena, Ricardo, mesmo.
    Tem um filme também, dos anos 60, com o mesmo nome, é bem legal também.
    Abração.

  1. 07/06/2012 às 09:35

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: