Início > Entretenimento > C. S. I. RJ

C. S. I. RJ

Imagem

– Mandou chamar, chefe?

– Sim, O’ Mallory, como está indo a investigation sobre o corpo desfigurado encontrado no morra…

– Morra? O senhor não quer dizer morro, chefe?

– Eu ainda não dominar bem portguez. Adaptation a esta país estar difícil. E enton?

– Bem… Não está indo muito bem não, senhor. Nós seguimos o procedimento. Isolamos a área, deixamos o pessoal de guarda até nossos C.S.I. chegarem. Por sinal, o senhor viu que picharam “Cambada Stadunidense Indiota” de novo aí na frente?

– Indiota? Mas que burrice essa.

– Sim, chefe, já que…

– Índios ser eles e não nós!

– Não exatamente, chefe. Eu pensei que o senhor iria dizer que só um idiota escreveria “indiota”.

– Isso não importar, meu rapaz. Mas e a investigation?

– Pois é. Chegamos lá e o local isolado tinha virado campinho de futebol, quer dizer, soccer. Ah, essa molecada…

– Mas que absurdo! Como sua pessoal deixar isto acontecer?

– Absurdo? Isso não foi nada, chefe. Absurdo foi os 78 a 0 que nosso pessoal levou deles. E um dos moleques do time adversário estava com caxumba e o outro com uma das pernas engessada.

– Ah, esses aborígenes…

– Procure evitar chamá-los assim, chefe. Eles não gostam.

– E porque eles non gostar?

– É que eles não sabem o que isso quer dizer. Mas a única pista que eu tenho é que a gangue do Zoreba, vulgo Cova Rasa, tem o hábito de desfigurar seus membros considerados traidores. Como é mesmo o lema… Ah, lembrei “Um homem de duas faces merece morrer sem nenhuma”. Dizem que tiraram isso de uma figurinha de chiclete.

– Hmm. Belo frase esse. Posso…

– Não vai dar chefe, eu já a tuitei antes de vir pra cá.

– Damned. Estar sem frases interessantes para twittar desde que non mais receber meus querido “The Washington Post”. Holly God. Falando nissa, este povo ser o maioria católico, no?

– Sim, senhor. O Brasil é predominantemente católico, apesar de ser considerado um estado laico.

– Laico? Que ser isso? Parece ser masculino de Laika, a primeira cachorro fêmea russa a ir para o espaço. Mas era só o que faltava. Aborígenes comunistas…

– Eles são boa gente, chefe. Outra pista é bilhete escrito “Dalva, não é de Ipanema, mas é minha garota”, deixado ao lado da vítima.

– Good. Mas o que querer dizer “Ipanima”?

– Ipanema, chefe… Além do Leblon, é o único bairro daqui onde rodam novelas… Vem do tupi guarani “I-Panem”, que quer dizer “água suja”, pois no começo da criação desta cidade, os moradores jogavam seu lixo no rio, daí os índios viam aquilo e diziam “I-Panem”…

– ÍNDIOS? Aborígenes, como eu dizer antes! Você ser muito desatento, O’ Mallory! Mas vejo que está estudando os nativos. Good. Mas como você aprender a falar o língua deles ton depressa?

– É que eu jogo dominó toda quinta e futebol, digo, soccer, todo sábado com o pessoal daqui. E acredito que, para solucionarmos esse crime, teremos de usar P.C.R..

– Ah… Polymerase Chain Reaction. O melhor invençon do mundo desde o milk shake.

– Não chefe, eu não quis dizer reação em cadeia da polimerase, ou análise de dna, eu quis dizer P.C.R. de Pablo Cintra Rezende, vulgo Pablinho Dedo de Seta, meu informante. Muito mais rápido, barato e eficiente.

– Hmmm… Uma agente infiltrado, hein? Muito bem O’Mallory. Mas como você o pagar? Verba aqui estar escassa…

– Ele não trabalha por dinheiro não, chefe.

– Enton ele faz isso por amor a seu país? Mas quanto nobreza!

– Nada disso senhor, ele trabalha por fitas vhs da série “Profissão Perigo”. Ele é muito fã do McGyver. Impressionante.

– Ah… McGyver… Quantos saudades deste série. Programa cultural de qualidade. Acho que subestimei este pova.

– Sim. Mas ainda assim, encontrar o autor do crime vai ser meio difícil…

– Difícil quanto, O’ Mallory?

– Tão difícil quanto conseguir fazer o senhor dizer ”Passa o relógio e a cartera aí rapidinho senão vô ti inchê di pipoco, mano!”, sem sotaque.

– Dizer what?

– Pois é, chefe. Difícil assim.

Anúncios
  1. 28/02/2012 às 18:55

    Ah meu Deus! O bom e velho (muito velho) Jacques está de volta! Muito boa a história! CSI já é uma palhaçada. No RJ seria bem assim. CSI RJ se fosse pela polícia carioca seria só gambiarra. Muito bom Jacques! Muito inteligente, como sempre, como se fosse o homem mais antigo do planeta! Adoro teus textos!

    • Fábio Ochôa
      29/02/2012 às 10:20

      Jacques is back! E mais uma vez com aquela verve que só ele tem.

  2. Jacques
    28/02/2012 às 23:12

    Pobre Rafael, confunde velhice com experiência.
    Típico da juventude.
    Tá certo que CSI RJ seria avacalhado, mas não taaaaanto assim.
    Eu acho.
    Uma coisa que esqueci de colocar no texto seriam as improvisações (ou como tu colocou, gambiarras) que os agentes teriam de criar para poderem se virar.
    Mas vou ver se faço uma sequência.
    Valeu, chefia.

    • Fábio
      29/02/2012 às 01:39

      Gostei de saber que vai ter sequência.

  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: