Início > Entretenimento > O menino que não queria ser rei

O menino que não queria ser rei

Imagem

– Então, senhor Merlin, basta apenas eu retirar aquela espada ali da pedra que eu serei rei? Como pode ser isso?

– Ora, rapaz, está escrito aqui nesta placa “Aquele que retirar essa espada da pedra será, por direito, rei da Inglaterra”. Simples não?

– Mas só porque está escrito quer dizer que é verdade, seu Merlin?

– Neste caso sim, jovem.

– Mas muitos outros já tentaram e nenhum conseguiu. Lorde Malcolm até deu um mau jeito nas costas ao tentar fazer isso. Agora ele sente dores no joelho toda vez que o Manchester Uniteds Tribes perde uma partida de courobol para o Newcastle Knights. E se ser rei é tão bom assim porque o senhor mesmo não retira a espada, hein?

– Não posso, rapaz.

– Porque não?

– PORQUE FUI EU QUE A COLOQUEI LÁ, TÁ BOM?

– E como fez isso?

– Fiz isso usando meus misteriosos poderes místicos…

– Hmmm… E de onde foi que vieram esses seus poderes, hein?

– Eles… Me foram misteriosamente concedidos por entidades… Misteriosas… Que…

– O senhor não sabe não, né?

– NÃO IMPORTA! Agora tire logo a espada de lá! É o seu destino fazer isso.

– Destino, seu Merlin? Um garoto tornar-se rei de uma forma totalmente irracional e absurda? Isto está mais pra desatino, isso sim.

– Não importa o que você acha, jovem Arthur. Este é o seu destino e ponto final. E o meu destino é fazer com que você consiga realizar o seu. As pessoas precisam de líderes, ora.

– E porque as pessoas precisam disso?

– Ora, meu caro rapaz, elas precisam deles para que alguém lhes diga o que fazer, e leve a culpa no lugar delas quando fazem algo errado.

– Hmmm… Eu vou poder mandar nas pessoas, seu Merlin?

– Mandar não, rapaz, reinar. Significa que você deverá usar seu bom senso para fazer todo o possível para que seus súditos tenham uma boa vida.

– Parece bom.

– E você também deve organizar nossas defesas contra ataques de povos bárbaros.

– Sério? E o que estes povos têm de tão selvagem assim?

– ELES NÃO FALAM INGLÊS, ARTHUR!

– Aaghhh! Bárbaros! Mas… Mas não tem um jeito melhor de escolher um líder, como… Colocar no poder aquele que for mais inteligente?

– Não daria certo, já que alguém mais forte o tiraria de lá facilmente.

– Então porque não colocar o mais forte no poder, senhor?

– Também não daria certo, já que o mais forte não seria necessariamente o mais inteligente.

– Então… Poderíamos… Realizar uma escolha entre o povo…

– Ahhhh… Democracia? Até poderia dar certo, Arthur, mas o caso é que temos de nos virar com aquilo que temos. E o que temos no momento são uma espada, uma pedra, um povo alquebrado e um menino deveras teimoso…

– Ainda não me convenci, senhor Merlin. E se eu não for um bom rei?

– Mas você será. Não há o que temer, rapaz. É claro que terá alguns probleminhas normais como guerras, parentes petulantes, buscas épicas por artefatos míticos… Coisa pouca…

– Nossa. Eu terei uma vida complicada, não?

– Bem vindo à guilda. E você se sairá bem. Terá uma vida longa e plena de realizações.

– Se o senhor diz. Eu sempre quis viver até os trinta e oito, quarenta anos. Mas pelo menos eu terei uma esposa fiel e parentes leais a mim, não, seu Merlin?

– Bem… Quer dizer… De um modo… Olhe aqui, Arthur, sabia que um rei pode criar leis divertidas, como… Hmmm… Mandar ser arremessada de catapulta no mar toda pessoa que ele não goste?

– Boa ideia essa lei. Sabe, meu irmão Kay é tão chato que nem a luz do Sol bate nele. Eu poderei mesmo criar leis assim?

– Sim.

– E como eu faço isso, senhor Merlin?

– Retire a espada que eu lhe conto…

Anúncios
  1. 26/06/2012 às 22:49

    ô moleque chato, tira logo aquela espada e não enche o saco. pô!

    • 26/06/2012 às 23:12

      Não é bem assim, Enio, grandes poderes trazem grandes responsabilidades, sabia?
      Tá, a frase não é nem um pouco original, mas…
      Valeu, meu caro.

  2. 28/06/2012 às 08:26

    E, como se não bastasse, ainda será corno de seu melhor amigo! Melhor ficar pra escudeiro, levar uma vidinha mansa…

    • 29/06/2012 às 11:31

      Concordo, Rafael, acho que teria sido melhor ter tido uma vidinha tranquila do que ter entrado pra posteridade como corno.

  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: