Início > Artes, Pessoal > ENANX – WB – Parte 02 – Linha do Tempo

ENANX – WB – Parte 02 – Linha do Tempo

INÍCIO DOS TEMPOS – Criação do multiverso atual, composto pelos Planos Etéreo, Elemental e Psíquico. Nascimento dos deuses e titãs originais, os Patriarcas.

14 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – Surgem os primeiros anjos e gigantes.

13 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – O Plano Intermediário é criado. Os primeiros dragões prismáticos nascem. Sua concepção não foi planejada pelos Patriarcas, sendo eles um subproduto do ato da criação.

11 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – Se inicia a guerra entre deuses e titãs.

9 a 6 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – Os Patriarcas e seus servos batalham ferrenhamente. São criadas diversas raças poderosas para habitar o universo intermediário e lutar por seus patronos.

5 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – A dimensão intermediária se divide em cinco planos distintos, mas intrinsecamente interconectados. O Plano Material ao centro e ao seu redor os planos da Luz, das Sombras, Astral e de Faerie.

3 BILHÕES DE ANOS ATRÁS – Os dragões prismáticos reúnem um imenso exército composto por dragões, heróis das raças mortais e espíritos da natureza. Essa força se volta contra os Patriarcas expulsando-os das dimensões intermediárias. Sob ameaça de extinção os Patriarcas encerram a guerra e aceitam um pacto limitando sua influência fora de seus universos nativos.

CERCA DE 100 MIL ANOS ATRÁS – Hordas de criaturas aberrantes vieram ao Plano Material através de fissuras no espaço-tempo, destruindo ou dominando tudo que encontravam em seu caminho, mundos inteiros caíram sob seu controle e os sobreviventes foram escravizados. Os dragões escaparam de seu domínio recuando para os confins desconhecidos do universo material.

CERCA DE 91 MIL ANOS ATRÁS – Os dragões voltaram em grande número e atacaram as aberrações. Aproveitando a oportunidade os escravos dos monstros se rebelaram em massa.  A maior parte das aberrações foram destruídas ou expulsas do multiverso, e as fissuras por onde haviam vindo foram seladas.

Os dragões fundam um império próprio sobre as ruínas e sob seu domínio as raças modernas surgiram.

81 MIL ANOS ATRÁS – No aniversário de dez milênios do Império Dracônico foi erguida a Torre do Arquimago, cujo senhor foi consagrado com a alcunha de Mestre dos Arquimagos. Daí em diante os magos mais poderosos de cada geração passaram a receber o convite para estudar nela e ter a oportunidade de conquistar o título que nomeia a construção.

35 MIL ANOS ATRÁS – Aproveitando-se de uma guerra civil generalizada no império dracônico, hordas elementais invadem o Plano Material. Isso marca o fim da nação dos dragões e o inicio do domínio dos gigantes.

CERCA DE 34 MIL ATRÁS – Fundação oficial do Império dos Dez Tronos. Cada um deles ocupado por um poderoso gigante e liderados pelo titã da tempestade Alomyhay.

24 MIL ANOS ATRÁS – Alomyhay é assassinado por lordes élficos. Os reis gigantes entram em conflito e seus escravos anões se rebelam. O Império dos Dez Tronos se desintegra em menos de uma década.

21 MIL ANOS ATRÁS – Coroação do imperador Yanyarth, o primeiro senhor de Yanyarthay, o império élfico que governou tanto Faerie, quanto Enanx.

9 MIL ANOS ATRÁS – Ocorre uma imensa guerra fratricida entre os elfos. Levando ao fim de seu império e a divisão da raça em três ramos distintos, drow, sidhe e alfar.

8734 a.M. (Antes da Migração) – Em Menythar Ocidental os anões formam o Império de Nidaver originado na nação de mesmo nome.

126 a.M. O império de Nidaver é extinto pelos anões. Restando apenas o reino original e cidades-estado espalhadas pelo continente, o motivo até hoje não foi revelado.

7756 a.M. – Sem enfrentar nenhuma grande resistência, onis vindos de Daizen, invadiram e conquistaram a maior parte de Menythar Ocidental.

7203 a.M. – Morte Xeng-Tai, o senhor dos Onis. O que deu inicio a guerras civis que deram fim a nação.

7200 a.M. – Aproveitando o vácuo deixado pelos onis, as tribos goblins se unificaram e formaram um poderoso reino. Ele se expandiu até ocupar a maior parte do território ocidental menythariano. Mesmo os anões de Nidaver reconheceram seu poderio e firmaram tratados com os goblinóides.

6753 a.M. – Nesse ano os lideres goblinóides começaram um programa de procriação controlada entre seu povo. O objetivo era criar uma linhagem de indivíduos fortes e burros para trabalho pesado e uma de seres pequenos e ágeis para trabalhos domésticos.

6589 a.M. – Tendo dado origem com sucesso a duas novas sub-raças goblinóides os membros da linhagem original adotaram o nome hobgoblins (goblins superiores). Seus novos parentes maiores foram chamados de bugbears e os pequenos herdaram o nome goblins.

5772 a.M. – O império goblinóide teve seu fim graças às revoltas de escravos e a invasão dos lidrianochs, um povo humanóide misterioso vindo de Menythar Central.

 5769 a.M. – O Império Lidrianoch é oficialmente fundado. Menythar Ocidental, a partir de então passa a ser chamado simplesmente de Lidria.

4769 a.M. – Aniversário de 1000 anos de fundação da nação lidrianoch. Li’ax, a imperatriz, executou um poderoso ritual que matou a maior parte da população. Depois se refugiou em Lards, a 3ª lua de Enanx.

As colônias do império no continente de Tharven escaparam dos efeitos do ritual e ganharam sua independência.

2628 a.M. – Um grupo de aventureiros poderosos desafiou Li’ax. A equipe foi derrotada e todos sacrificados em um ritual que restringiu severamente as forças mágicas em Enanx.

750 a.M. – Fundada a comunidade de Monte Belo, a primeira colônia tharvena em Honder.

468 a.M – Primeira vitória de Deertan, uma das nações nativas de Honder, contra os invasores tharvenos.

302 a.M. – Evandra, uma poderosa psiônica vinda de um arquipélago distante toma o trono de Deertan. Dando início ao Império Honderno.

140 a.M. – O Império Honderno completa a conquista de seu continente nativo.

117 a.M. – Os hondernos começam a invadir Tharven.

12 a.M. – Uma estrela cadente que parece desacelerar e manobrar no céu é avistada pelos habitantes do norte de Tharven.

Adrian III surge em Tharven e começa uma bem sucedida carreira de aventureiros. Se tornando famoso por possuir itens mágicos poderosos, entre eles uma espécie de bastão que dispara raios de luz de grande temperatura e uma armadura de batalha extremamente leve e resistente.

1 a.M. – Quatro heróis poderosos deram um fim a Era das Trevas matando a antiga imperatriz lidrianoch. Li’ax, os heróis, o Trono das Trevas e a própria Lards foram destruídos.

No mundo todo marés se ajustaram, chuvas de destroços provocaram danos, ondas de energias causaram estragos e efeitos sobrenaturais ocorreram. Poderes do passado retornaram, muitos seres voltaram a Enanx, especialmente de Faerie e os poderes sobrenaturais foram restaurados a sua antiga intensidade. Os carniçais lidrianochs em sua grande maioria finalmente encontraram seu fim, sendo desintegrados e permitindo acesso as antigas cidades do império e seus tesouros.

Ano Zero – O aventureiro Adrian III conseguiu uma trégua com o Império Honderno e utilizou esse tempo para liderar uma migração massiva de refugiados tharvenos em direção ao continente lidriano. Não se tem uma explicação oficial para como foi possível estabelecer um cessar fogo com os honderanos, mas desconfia-se que houve o envolvimento de dragões a favor dos refugiados, pois vários deles foram avistados se dirigindo na direção do local onde as negociações se realizaram.

Em Lidria a maior parte da população humana se concentrou em comunidades fortificadas, geralmente distantes entre si e muitas vezes independentes. Principalmente em ruínas de cidades lidrianochs localizadas na costa oeste, apesar de alguns desses imigrantes terem preferido se integrar nas tribos nativas que vagavam pelo continente.

Entre os recém chegados haviam os hanneranos, um povo governado por elfos. Eles capturam todos os outros imigrantes que se aproximaram de seu novo território, usando-os como escravos e roubando os poucos bens que trouxeram na viagem.

11 d.M. – Hanner tomou uma área no estremo noroeste de Lidria, subjugando os habitantes locais e fundando a colônia de Águas Quentes. Tornaram o local uma espécie de resort de luxo para a nobreza do continente.

23 d.M. – Hanner atacou e conquistou Marutay, o reino que se formou mais próximo ao seu. A campanha causou o mínimo de derramamento de sangue, uma vez que os governantes locais rapidamente aceitaram a anexação.

50 d.M. – Hanner tomou a região de Amakyrian. Foram meses de uma longa e dura batalha, ao seu final Adrian III, governante da região na época teve que fugir e se esconder.

54 d.M. – Começou a atuar no continente uma tropa de mercenários que adotou o nome de Águias Negras. A identidade de seu verdadeiro líder seria mantida em segredo por anos.

91 d.M. – Os amakyrianos conquistaram sua liberdade e o reino de Amakyrian foi formado. Graças em grande parte aos esforços de aventureiros liderados pelo dragão de ouro Gregoryandraskner. Com o apoio do arquimago Percivilis e de Nostratus, o atual Mestre dos Arquimagos.

Também foi crucial na campanha a participação de Adrian III e seu exercito mercenário, os Águias Negras.

96 d.M. – Hanner tentou retomar Amakyrian com uma grande ofensiva militar. Em meio à principal batalha do conflito Gregory, cujo nome verdadeiro é Gregoryandraskner, revelou ser um dragão de ouro grande ancião e exterminou o exército hannerano. Logo após a guerra ele abdicou do trono e corou Adrian III em seu lugar.

99 d.M. – Com a ajuda de Marcel e Anton, herdeiros de Adrian III, os hanneranos tentaram tomar Amakyrian novamente. Foram impedidos pelos aventureiros de Gregory e Alexia a filha mais nova do rei. Dias depois o monarca foi rejuvenescido, um feito místico raro, provavelmente cortesia do Mestre dos Arquimagos.

100 d.M. – Ano atual.

Anúncios
Categorias:Artes, Pessoal
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

O que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: