Archive

Posts Tagged ‘ciência’

ícones da Ciência

24/07/2012 2 comentários

Monstro

13/06/2012 3 comentários

Suécia reconhece “compartilhamento de arquivos” como dogma de uma religião

É, você leu o título bem. São nerds fazendo nerdices. Uma nova seita religiosa, que inclui o compartilhamento de arquivos na Internet como um ato religioso foi fundada e oficializada na Suécia.

Leia mais…

Categorias:Ciências Tags:, ,

A Grande Religião Cética e um pouco de Astrologia

20/03/2010 4 comentários

Qualquer cético que leia esse título deve ficar um tanto indignado, possivelmente pensando o quanto o autor deve ser burro para escrever uma coisa dessas. Na verdade esse texto não é dirigido aos verdadeiros céticos e sim aos céticos preguiçosos e aos fanáticos, embora saiba que é perda de tempo tentar argumentar com esses últimos.

Qual a diferença? Leia mais…

Adão, Eva, Nietzsche e a Ciência. Onde está o erro?

12/08/2009 6 comentários

Por Rafael

Assisti à série da O2 Filmes, Som e Fúria, transmitida pela Rede Globo e, no primeiro episódio, já acontece uma cena que vimos diariamente: durante o velório da personagem vivida por Pedro Paulo Rangel, um “pastor” (denominado assim na série) diz algo como “aquele homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, irá direto pro inferno, pois está escrito na Bíblia”.

Leia mais…

Frankenstein e a revolução industrial

03/08/2009 13 comentários

Por Rafael

FrankensteinO livro Frankenstein: ou o Moderno Prometeu, foi escrito pela britânica Mary Shelley em 1817, aos seus 19 anos. Mary Wollstonecraft (nome de solteira, antes de casar com Percy Shelley), Percy Shelley, Lord Byron e John Polidori criaram um desafio onde cada um deveria inventar uma história de terror. Da brincadeira surgiu o Frankenstein de Mary; Polidori inventou um vampiro que depois inspirou Lord Byron a escrever The Vampire, que inspirou Bram Stoker a escrever Dracula.

Frankenstein, na verdade, não é o nome da criatura, mas sim do criador. Na história, ele é chamado de adjetivos como “mostro” ou “criatura”. A história é cheia de referências e são fortes as influências que levaram a jovem escritora a desenvolvê-la.

Leia mais…